Venezuela é pressionada a explicar morte de opositor

‘Traidor eu não sou’, diz Alckmin
10 de outubro de 2018
Apenas 8,2% dos cursos superiores em SC atingiram conceito máximo no Enade
10 de outubro de 2018

A ONU, a União Europeia, o Senado dos EUA e o governo brasileiro cobraram investigações independentes para determinar a causa da morte do vereador Fernando Albán, opositor do regime de Nicolás Maduro, na segunda-feira.

Ele estava sob custódia do serviço de inteligência da Venezuela e teria se suicidado ao saltar do 10.º andar da sede da agência.

Seu partido, o Primeiro Justiça, afirma que ele foi assassinado. O governo nega.