CVM volta a condenar Eike Batista por manipular informações para lucrar no mercado de ações

SC tem cinco mortes por gripe A em 2019
27 de maio de 2019
Ministro anuncia recursos para restaurar prédios históricos em Florianópolis e Joinville
28 de maio de 2019

O empresário Eike Batista foi condenado nesta segunda-feira (27) pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por usar informações privilegiadas para lucrar no mercado de ações e por manipular preços quando era acionista controlador e presidente do conselho de administração da OGX Petróleo e Gás Participações S.A.

A condenação foi unânime entre o colegiado da CVM, que estabeleceu uma multa de R$ 440,8 milhões e outra de R$ 95,7 milhões, além de inabilitar o empresário, pelo prazo de sete anos, de ser administrador ou conselheiro de companhia com capital aberto.