AME Jonatas: Justiça estipula novo prazo para pais devolverem R$16 mil

Atenção: obras de requalificação asfáltica da rua Blumenau serão realizadas à partir de agosto
23 de julho de 2019
Mulher é morta e levada no porta-malas de carro até hospital em Joinville
24 de julho de 2019

A Justiça determinou novo prazo de dez dias para que o casal responsável pela campanha AME Jonatas, devolva o valor de R$16 mil – liberados pela Justiça para tratamento da criança. A decisão, assinada pela juíza Cristina Paul Cunha Bogo, da 1ª Vara de Araquari, aconteceu depois que os pais, Aline e Renato Openkoski, encaminharam ao Judiciário, na última quarta-feira (17), vários documentos e recibos para comprovar os gastos com o tratamento do menino. No entanto, após análise realizada pelo Ministério Público e entregue à Justiça, a juíza manteve pedido de devolução do montante. Na prestação de contas, o casal apresentou comprovantes de, por exemplo, serviços realizados por especialistas. Em um dos casos, que foi indeferido pela juíza, estava a liberação de valores em favor de um familiar do casal. Na decisão, a magistrada solicitou mais informações sobre o trabalho prestado pelo parente. Além disso, o casal ainda apresentou contas relativas a postos de gasolina e compras de roupas, esses comprovantes também foram rejeitados pelo Poder Judiciário. A juíza Cristina ainda solicitou a realização, com urgência, de um estudo social na casa da família, com prazo de conclusão em até quinze dias. No relatório deve ser verificado os cuidados com as crianças do casal.