Santa Catarina responde por 58% das exportações brasileiras de carne suína

Rua Engenheiro Niemeyer é interditada para obras de macrodrenagem Joinville
12 de agosto de 2019
Ex-funcionário usa máscara de idoso e é preso em tentativa de assalto a banco em Jaraguá do Sul
12 de agosto de 2019

O status sanitário diferenciado e a qualidade permitiu a Santa Catarina se consolidar como o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil. De janeiro a julho deste ano, foram 236,6 mil toneladas embarcadas – 58% do total nacional – gerando um faturamento de US$ 467,6 milhões. Ou seja, a cada 10 produtos de carne suína exportados pelo Brasil, 6 são produzidos em Santa Catarina.

Em julho, o estado exportou 35,1 mil toneladas de carne suína, com faturamento de US$ 75,2 milhões, 3,5% acima do mês anterior. Esse é o segundo melhor resultado do ano, atrás apenas dos embarques registrados em maio.

“Santa Catarina continua crescendo em exportações, tanto na venda de suínos quanto de aves. A China se tornou um grande mercado e vem aumentando as compras ao longo do ano, mas nós não podemos perder de vista outros mercados importantes. Nosso objetivo agora é abrir as exportações de carne suína para o México”, ressalta o secretário da Agricultura Ricardo de Gouvêa.

No acumulado do ano, Santa Catarina apresenta uma alta de 33,5% nas receitas com as exportações de carne suína e de 29,2% na quantidade embarcada. A maioria dos principais mercados aumentou de forma significativa suas compras ao longo do ano, com destaque para China, que ampliou em 49,9% as importações do produto catarinense em relação ao mesmo período de 2018.

Este ano, Santa Catarina também retomou as exportações para Rússia, que já foi o maior mercado e agora ocupa a 5ª colocação no ranking dos embarques de carne suína. O estado também aumentou muito as vendas para Vietnã e Coreia do Sul.