Pedido de abertura de CPI do transporte público é entregue na CVJ

Rua Arno Waldemar Dohler tem interdição parcial
11 de setembro de 2019
Corpo trocado surpreende familiares durante velório em São Francisco do Sul
11 de setembro de 2019

O secretário de formação do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) em Joinville, Guilherme Luiz Weiler, entregou na segunda-feira (9), no gabinete da presidência da Câmara de Vereadores de Joinville, um ofício requerendo a imediata instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar irregularidades no sistema de transporte público da cidade. Para Guilherme, há uma clara sensação na cidade de que o preço que se paga para andar no transporte coletivo não é justo. “A qualidade e o número de linhas não suprem integralmente a necessidade dos joinvilenses, muito menos justificam os absurdos valores cobrados”, alegou. “Hoje o sistema de transporte coletivo na cidade só é bom para as famílias donas da Gidion e da Transtusa. O que mais dói na população, o que mais revolta, é ver a conivência do poder público, em todos os poderes, em relação à operação na cidade”, finaliza. O texto entregue no gabinete do presidente da CVJ, vereador Cláudio Aragão (MDB), prevê que a CPI fiscalize tanto a operação irregular das empresas quanto avalie tecnicamente a tabela que formula os preços da passagem. Ressalte-se que Transtusa e Gidion operam o sistema sem ter passado pelo processo licitatório. As informações são do portal ‘OMirante’.