Joinville registra mais dois casos de sarampo

Bolshoi Brasil realiza a maior seleção de dança do país
15 de outubro de 2019
81a Festa das Flores de Joinville é lançada
15 de outubro de 2019

A Secretaria da Saúde de Joinville confirmou mais dois casos de sarampo. Com isso, o município já contabiliza três infecções da doença neste ano.

Os pacientes são um homem de 30 anos e uma mulher com 19 anos. Os dois foram medicados e estão se recuperando, sem necessidade de internação hospitalar.

A equipe do setor de Imunização do Centro de Vigilância em Saúde de Joinville realizou o bloqueio vacinal seletivo nos locais de atendimento médico, junto aos familiares, amigos e pessoas de convivência das duas pessoas que foram diagnosticadas com a doença.

O primeiro caso de sarampo registrado este ano em Joinville ocorreu em setembro. Uma mulher de 29 anos ficou internada no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt e depois recebeu alta.

Desde o dia 7 de outubro Joinville está em campanha de vacinação contra o sarampo. O público-alvo são crianças dos 6 meses aos 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade.  A mobilização vai até o dia 25 de outubro em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Neste sábado (19/109) acontece o Dia D de vacina em 40 unidades, que estarão abertas das 9 às 17 horas. Pais e responsáveis devem comparecer com seus filhos às unidades, portando a Carteira de Vacinação, para receberem a dose vacinal. 

Até o momento foram vacinadas 6.653 crianças de um ano. O que representa 80,56% da meta de 8 mil crianças. Já para crianças abaixo de um ano foram aplicadas 3 mil doses – 37,92% da meta de 8 mil crianças.

O gerente do Centro de Vigilância em Saúde, Henrique Deckmann, ressalta que a melhor forma de prevenir a doença é com a vacinação. A orientação é que os pais levem os filhos às unidades para tomarem as vacinas.

O risco de transmissão da doença é durante seis dias antes de aparecer o exantema (manchas na pele em decorrência do contágio com o vírus) e até quatro dias após, num período total de 10 dias. O vírus pode ficar incubado por 7 a 21 dias antes de manifestar o exantema.

A doença tem os primeiros sintomas muito parecidos com o de uma gripe. O sarampo é uma doença respiratória infecciosa grave, provocada por vírus, transmitida de pessoa a pessoa, pela fala, tosse e espirro. É extremamente contagiosa, podendo ser contraída em qualquer idade. Caracteriza-se por febre alta, mal estar, dor de garganta, tosse, coriza, conjuntivite, manchas avermelhadas pelo corpo (exantema).

As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 (um) ano de idade, podendo inclusive, levar ao óbito. Caso apresente alguns dos sintomas descritos procure uma das Unidades de Saúde e/ou Pronto Atendimento 24h para avaliação.