Polo de Produção Musical abre inscrições para ingresso na Banda dos Bombeiros

Abertas inscrições para cursos de artesanato do Programa Girassol
14 de fevereiro de 2020
MEC lança programa Tempo de Aprender para aprimorar a alfabetização no país
19 de fevereiro de 2020

O Polo de Produção Musical dos Bombeiros Voluntários de Joinville (CBVJ) abre até 170 vagas em duas modalidades de ingresso: iniciantes e músicos com experiência em instrumentos de sopro e percussão. A proposta é inédita e pretende ampliar de 130 para 300 pessoas atendidas. Outra novidade é a descentralização dos núcleos de ensino. As atividades para iniciantes serão desenvolvidas em três locais: a sede da corporação, no Centro da cidade; no bairro Vila Nova, na Zona Oeste; e no bairro Boa Vista, na Zona Leste. As aulas são gratuitas e não é necessário ter instrumento.

Para ingressar no Polo de Produção Musical por meio desse projeto é necessário fazer inscrição e participar de um teste seletivo (veja datas abaixo). Na iniciação musical estão abertas 150 vagas para crianças a partir de 10 anos, com aulas no contraturno escolar, uma vez por semana, das 8h30 às 11 horas (para as turmas do matutino) e às 14h30 às 17 horas (para as do vespertino). Já os músicos com experiência, que vão ingressar na Banda Experimental, Jovem ou Sinfônica, conforme nível demonstrado, terão aulas em horário comercial, de segunda a sexta-feira. Serão aceitos músicos com conhecimento em flauta, clarinete, saxofone, fagote, oboé, trompa, trombone, tuba, eufônio, trompete e percussão (sinfônica e popular).

As inscrições para as duas modalidades de ingresso são gratuitas e devem ser feitas presencialmente (sala da Banda no CBVJ), das 10h às 12h e das 13h às 18h, ou pelo site do www.cbvj.com.br (basta clicar no banner da página inicial e preencher o formulário), até dia 28 deste mês. A seletiva para as turmas de iniciantes vai ocorrer dia 29, às 14h, na corporação. Já a avaliação para os candidatos com experiência será marcada individualmente após a inscrição — especificamente nesta modalidade de ingresso, ter o instrumento não é obrigatório mas será um diferencial. As aulas iniciam ainda na primeira quinzena de março.

O regente da Banda dos Bombeiros, Geraldo Garcia da Rosa, ressalta que o projeto é uma grande oportunidade para pessoas que desejam aprender música, desde teoria até a leitura de partituras, ou aprimorar os conhecimentos. “Estamos contribuindo com a formação de plateia, gosto musical e inserção dos jovens no universo cultural”, diz. “A atenção aos talentos e o cuidado com as futuras gerações faz parte da cultura da corporação. Os bombeiros voluntários buscam novas formas de estar cada vez mais próximos da comunidade”, destaca o diretor executivo da Associação, Matheus Cadorin.

De acordo com o produtor do Polo de Produção Musical do CBVJ, Guilherme Gassenferth, a proposta é dar oportunidade para que mais pessoas possam conhecer e praticar a música instrumental, além de fortalecer a cultura musical do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville — neste ano a Banda dos Bombeiros completa 16 anos desde a sua reedição e formação atual. “É mais uma contribuição dos Bombeiros Voluntários, para a cultura e a comunidade de Joinville,” garante. O projeto foi viabilizado graças ao apoio da Hapvida e Selbetti — recursos captados por meio da Lei Rouanet.

Gassenferth destaca, ainda, que pela primeira vez o Polo de Produção Musical do CBVJ oferece aulas para tuba, eufônio, fagote, oboé, entre outros instrumentos. “Queremos, num futuro breve, termos uma banda sinfônica completa,” diz. Os números mostram o prestígio da Banda dos Bombeiros e a busca por vagas no Polo. Somente em 2019 foram realizadas 111 apresentações, em Joinville e em outras cidades do Estado, para mais de 40 mil expectadores.