Saúde de Joinville reforça importância de afastamento das pessoas sintomáticas para a Covid-19

Polícia Federal abre posto de passaportes e atendimento a estrangeiros em Joinville
10 de julho de 2020
Secretaria de Habitação de Joinville presta informações aos usuários via Whatsapp
13 de julho de 2020

A Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde publicou Nota de Alerta com orientações sobre o afastamento laboral e o isolamento domiciliar de casos suspeitos da Covid-19.

Um dos objetivos principais do documento é orientar os profissionais de saúde a afastarem pessoas sintomáticas das suas atividades laborais, independentemente do ramo de atividade, pelo período de 14 (catorze) dias, a contar da data do início dos sintomas.

O procedimento deve ser aplicado mesmo aos indivíduos que não fechem os critérios necessários para a realização do exame de diagnóstico da Covid-19, e o isolamento domiciliar deve ser estendido aos familiares que residem no mesmo domicílio.

O segundo objetivo da Nota de Alerta é orientar as pessoas sintomáticas se afastarem das suas atividades profissionais e permanecerem em isolamento, com o objetivo de evitar a possível proliferação da doença.

“Hoje, muitas pessoas sintomáticas, com gripe e febre estão indo trabalhar. A estratégia da Secretaria da Saúde é identificar o quanto antes os sintomáticos, isolar, monitorar essas pessoas e, de acordo com os critérios técnicos, realizar o teste”, afirma a gerente da Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde, Chana Beninca.

Os sintomas respiratórios que devem ser observados e que justificam a necessidade de isolamento domiciliar, são: tosse seca, coriza, dor de garganta ou dificuldade respiratória, acompanhada ou não de febre.

Ainda de acordo com a Nota de Alerta, o isolamento domiciliar não está condicionado à testagem para a Covid-19, ou seja, todo indivíduo com síndrome gripal deve ser afastado por 14 dias das suas atividades, junto dos seus contatos domiciliares, mesmo que não realize teste para diagnóstico da doença.

“Todos os sintomáticos precisam ficar isolados, independentemente da realização do teste. Os médicos das empresas, das Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento e hospitais, devem atestar esses pacientes pelo período mínimo de 14 dias”, completa a gerente.

Documentos comprobatórios para afastamento

Com o objetivo de contribuir para o controle da disseminação do novo coronavírus, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Joinville (CEREST) publicou ofício com orientações às empresas sobre os documentos comprobatórios necessários para o afastamento dos trabalhadores suspeitos ou confirmados com a Covid-19.

Entre as medidas previstas no documento, está a orientação para que as empresas aceitem o laudo positivo do exame de Covid-19, como documento comprobatório e suficiente para o afastamento do trabalhador pelo período de 14 dias, evitando que ele precise se deslocar a uma Unidade de Saúde para a obtenção de um atestado médico.

 

 

 

Foto: https://cura.com.br/