Joinville tem as melhores escolas do Ensino Fundamental da região Sul do Brasil

Prefeitura de Joinville mantém medidas restritivas
16 de setembro de 2020
Com 74,7 mil testados, Joinville chega a 18,8 mil casos
17 de setembro de 2020
Joinville é novamente destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Os dados, divulgados nesta terça-feira (15/09) pelo Ministério da Educação, confirmaram as escolas da rede municipal com as melhores notas da região Sul do Brasil e de Santa Catarina.
Joinville manteve avaliação positiva da qualidade do Ensino Fundamental, para séries iniciais e finais, registrado no Ideb 2019. As avaliações vão de 0 a 10.
Segundo levantamento, o Ideb referente do 1º ao 5º ano foi de 7,2, mantendo o registrado em 2017 (Ideb é divulgado a cada dois anos), superando a projeção que era 6,7.
A escola municipal que teve a melhor avaliação dos anos iniciais foi a Escola Municipal Adolpho Bartsch, de Pirabeiraba, com 9,3 de avaliação. Esta unidade foi a melhor classificada no Estado, a melhor entre os três estados do Sul e a 19ª no cenário nacional. Em 2017 esta unidade também foi a melhor avaliada, com 9,2.
Já para os anos finais, do 6º ao 9º, a avaliação do Ideb 2019 foi de 6,2 – a de 2017 foi de 6,1 – atingindo a meta projetada. Joinville teve as escolas que tiveram as melhores classificação no Estado e da região Sul.
A Escola Agrícola Municipal Carlos Heins Funke recebeu nota 7,6, e as escolas Pastor Hans Muller e Governador Pedro Ivo Campos receberam avaliação de 7,1.  Nacionalmente, a escola agrícola foi a 34ª melhor classificada.
A secretária de Educação, Sônia Fachini, destacou o excelente trabalho da rede municipal nos últimos anos. “Conquistamos os primeiros lugares em Santa Catarina e na região Sul. Gratidão a todas as escolas, servidores, corpo docente que, em parceria com a comunidade, desempenharam um papel brilhante na execução das ações que resultaram nessas excelentes avaliações. Parabéns aos alunos, futuro da nossa cidade. Ao alcançarem esses resultados, eles demostram que farão a diferença na condução da nossa cidade, Estado e País”, disse Sônia.