Prefeitura de Joinville lança edital para a contratação de impressoras e copiadoras

Defesa Civil alerta para o risco de maré alta
6 de maio de 2021
Comércio de Joinville estará aberto até as 18h na véspera do Dia das Mães
7 de maio de 2021

Na quinta-feira (6/5), a Prefeitura de Joinville lançou o edital para a contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de locação de impressoras e copiadoras, que será realizada por meio do Pregão Eletrônico 107/2021.

As propostas serão recebidas entre os dias 7 e 19 de maio e o critério utilizado será o de menor preço global. O valor máximo estipulado para a contratação é de R$ 5,7 milhões. Está prevista a locação de 328 equipamentos para atender toda a demanda das unidades da Secretaria de Educação por 36 meses.

“Nosso objetivo é restabelecer este serviço o quanto antes, porque entendemos a importância deste recurso para a nossa equipe”, destaca Diego Calegari, secretário de Educação de Joinville.

Entenda o caso

No final de março, as impressoras e copiadoras que atendem à demanda da Rede Municipal de Ensino de Joinville foram devolvidas. Este fato foi necessário porque a cota de impressão prevista no contrato assinado em 2019, com vigência de 36 meses, foi consumida totalmente em 2020, em menos de um ano.

Em 2019, a Prefeitura de Joinville realizou a contratação do serviço de locação, suprimentos e manutenção de impressoras para todas as unidades da Rede Municipal de Ensino.

No ano de 2020, a quantidade de material impresso cresceu em 260% em comparação ao ano anterior, passando a ser de 30,5 milhões de cópias. A soma de cópias registrada apenas no ano passado é maior que o volume total previsto para os 36 meses de contrato.

Mesmo com o aumento do consumo, o contrato não chegou a ser alterado pela gestão passada. Com a demanda em desacordo com o quantitativo contratado, acumulou-se uma dívida com o fornecedor e a impossibilidade de continuar realizando impressões e cópias.

Após diversas reuniões entre a Secretaria de Educação com técnicos da Secretaria de Administração e Planejamento e da Procuradoria-geral do Município, não foi possível encontrar uma solução de manter o serviço nos termos regidos pelo presente contrato. Por este motivo, o novo processo está sendo realizado.

 

Texto e foto: Secom Joinville.