Governador anuncia abertura de inscrições para primeiro evento-teste em Santa Catarina

Transporte coletivo volta a aceitar passagem embarcada e bilheterias ampliam horário de atendimento
22 de julho de 2021
Governo vai antecipar imunização na fronteira com Argentina para conter variantes
22 de julho de 2021

O primeiro evento-teste com público já tem data marcada para ocorrer em Santa Catarina. Será no próximo dia 29 de julho, para a Grande Florianópolis. O anúncio foi feito pelo governador Carlos Moisés, na tarde desta terça-feira, 20, quando foram oficialmente abertas as inscrições para acompanhar a apresentação. Depois de 16 meses fechado, quem subirá ao palco do Teatro do CIC será a Camerata Florianópolis. A iniciativa é pioneira no Brasil e vai servir para balizar a retomada das atividades do segmento com o máximo de segurança e protocolos necessários.

“O nosso objetivo com esse evento técnico e científico é nortear a nossa conduta para o setor, daqui pra frente, para termos segurança e garantia de que todos os demais eventos possam ser liberados e realizados com segurança”, ressalta o governador.

Carlos Moisés destaca o trabalho pioneiro de Santa Catarina para a retomada dos eventos e reforça a importância da prática dos protocolos sanitários de prevenção ao coronavírus. O evento-teste é de graça, será para público com a vacinação completa e atenderá outras regras como o uso de máscaras e testagem para a Covid-19. As inscrições podem ser feitas neste link.

Um Grupo de Trabalho (GT) formado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria de Estado da Saúde (SES) , Vigilância Sanitária de Florianópolis e representantes do segmento de eventos atua desde o início do ano para formatar os eventos-testes no estado. Eles serão acompanhados por uma equipe de pesquisadores da Univali e da Unisul com apoio do Senac e Fundação Catarinense de Cultura.

“Nós queremos entender como vai funcionar, como as pessoas vão se comportar durante esses eventos e o que vai acontecer depois, por meio da rastreabilidade dos participantes. A partir daí, vamos trabalhar com parâmetros concretos de segurança para restabelecer as atividades deste setor que vem sofrendo desde o início da pandemia”, ressalta a coordenadora do GT, Eveline Orth.

O presidente interino da Santur, Renê Meneses, disse que esse é o primeiro de uma série de outros eventos que serão monitorados. “A segurança é o mais importante. Nosso esforço é para que o setor possa voltar com os devidos protocolos para a saúde da população”, afirma.