Venda de ingressos para o Festival de Dança inclui definição de protocolo de saúde

Vacina da gripe está disponível para qualquer pessoa maior de seis meses de idade
14 de setembro de 2021
Portaria regulamenta o retorno do público aos estádios catarinenses
15 de setembro de 2021

O controle e segurança em relação à Covid-19 durante a 38ª edição do Festival de Dança de Joinville é prioridade este ano. O Grupo de Trabalho, responsável pela organização de protocolos específicos de saúde, vem trabalhando constantemente para garantir a segurança dos participantes, público e colaboradores envolvidos. Por este motivo, o primeiro contato com o evento recebeu atenção especial. Já na compra dos ingressos, os interessados recebem orientações e ao clicar em aceitar as regras precisam preencher um questionário com questões, como quantidade de pessoas que mora na mesma residência e especificações em relação à vacina: se o comprador já aplicou a primeira dose, duas doses ou dose única, ou ainda, se não foi vacinado.
“Nosso objetivo é fazer um evento seguro para todos e, ao inserir orientações e questionário já na compra de ingressos, comunicamos aos interessados a importância das medidas e a seriedade com a qual estamos tratando o tema”, reforça Ely Diniz, presidente do Instituto Festival de Dança.

Informações obrigatórias
A informação obrigatória repassada ao comprador antes de fechar o pedido de compra contém indicações feitas pelas autoridades sanitárias, certificando-se de que os espectadores tenham consciência das exigências:

– A entrada aos espaços de apresentação só será permitida aqueles que estiverem usando a máscara.
– Haverá medição de temperatura na entrada e o acesso não será permitido a pessoas com febre.
– O público deverá respeitar o distanciamento social, conforme regras sanitárias vigentes no dia da apresentação e orientações da organização.
– Mudanças na situação de risco potencial da região podem alterar capacidade de público ou exigir novos procedimentos de segurança.
– Pelo formato híbrido do evento, é possível que alguns grupos não se apresentem presencialmente no palco, mas por vídeo.
– Portador de ingresso impedido de entrar ou solicitado a sair do evento por não cumprir as determinações sanitárias não terá reembolso de valores pagos.

Grupo de trabalho
Criado para que o evento seja realizado dentro de um ambiente de segurança para todos os participantes, o Grupo é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e tem a participação da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e do Instituto Festival de Dança. Até o momento já foram nove reuniões para definir os protocolos, que incluem medidas básicas, como disponibilização de álcool em gel e fiscalização no uso de máscaras durante o evento, e a instalação de uma Sala de Apoio Sanitário. O local será no térreo do Centreventos Cau Hansen e vai funcionar como base da Secretaria de Saúde com todas as exigências sanitárias para a Covid-19. Testagem, primeiro atendimento para casos respiratórios, encaminhamentos e definição de quarentena estão entre as atividades que devem ser realizadas na Sala de Apoio.