Cerca de 12 mil pessoas prestigiam desfile Cívico-Militar em Joinville

Águas de Joinville realiza obra para melhorar abastecimento de água no bairro Ulysses Guimarães
29 de agosto de 2022
Morre a rainha Elizabeth II, aos 96 anos, na Escócia
8 de setembro de 2022

O bicentenário da Independência do Brasil foi comemorado com o desfile Cívico-Militar em Joinville. A chuva deu uma trégua e o público prestigiou o evento, aplaudindo cada um dos pelotões que passaram pela avenida José Vieira, em frente ao Centreventos Cau Hansen. Cerca de 12 mil pessoas assistiram ao desfile.

A revista às tropas, que tradicionalmente marca a abertura do desfile, este ano teve um diferencial, com a participação de uma mulher. A vice-prefeita Rejane Gambin acompanhou o prefeito Adriano Silva, o comandante do 62º Batalhão de Infantaria, tenente-coronel Luiz Eduardo Santos Cerávolo e o comandante da 5ª Região da Polícia Militar, coronel Márcio Leandro Reisdorfer.

O prefeito Adriano Silva falou sobre a realização do evento, dois anos após não ter ocorrido em razão da pandemia.

“É uma importância muito grande nessa data, especialmente pelo bicentenário da Independência do Brasil. O quanto é importante para as crianças participarem desse momento cívico do país, as fanfarras das escolas estão lindas, as forças de segurança e salvamento preparadas para desfilar,” diz o prefeito.

Quem abriu o desfile foi o 62º Batalhão de Infantaria. “Em todos os momentos que a Nação precisou, o Exército esteve integrado. Hoje, comemorar os 200 anos da Independência do Brasil para a gente é fundamental e ver esse público na rua realmente é muito bacana”, enfatizou o comandante do 62º BI tenente-coronel Cerávolo.

Na sequência, foi a vez da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Bombeiros Voluntários e SAMU encantarem o público com equipes, viaturas e equipamentos utilizados no dia a dia das corporações.

A Apae desfilou representando a Educação Especial. Na sequência, escolas das redes municipal, estadual e particular passaram pela avenida. Além das fanfarras que abrilhantaram o evento, as escolas apresentaram projetos que são desenvolvidos para integração com o meio ambiente, inclusão e aprendizagem.

Entre os espectadores atentos a cada um dos pelotões, estava o casal Oscarina e Adolfo de Souza. Moradores do bairro Guanabara há mais de 50 anos, eles se orgulham em dizer que sempre participam do desfile.

“Tá tudo muito bonito! Todo ano a gente vem e agora viemos os dois depois desse tempo sem desfile”, disse Oscarina.

O esposo dela, Adolfo, fez questão de enfatizar a relevância que a data representa para o país. “É muito importante essa data comemorativa de 200 anos da Independência do Brasil. E para nós enaltece cada vez mais a nossa vida e o sentimento de amor a pátria”.

Teve também quem acompanhou o desfile pela primeira vez. Moradora do bairro Aventureiro, Bruna Perbone Alves estava ansiosa para ver a filha de 9 anos desfilar.

“A minha filha vai desfilar pela Escola João Rocha e eu vim para ver ela. Hoje também é o aniversário dela”, conta Bruna, que aproveitou para falar sobre as apresentações. “Está maravilhoso e todos estão adorando”, elogia.